54- Yoko Tokue

Em turnê comemorativa aos 100 anos da Imigração Japonesa no Brasil, a pianista Yoko Tokue, em sua primeira passagem pelo Brasil, apresentou peças de compositores brasileiros e japoneses no MASP.

Eu queria tanto ir, que acabei chegando lá na portaria do auditório do MASP com um “DIA” de antecedência.
Nunca fiz tanta confusão com o calendário!
O pessoal da recepção e informação do MASP devem ter me achado doido.

Voltei lá no dia seguinte.
Dessa vez, tava tudo certo.
Acabei fazendo amizade com o pessoal do MASP por causa da minha confusão.

Ainda não tinha entrado no auditório do MASP. É realmente muito bonito e confortável. Fica no subsolo.

Aquele mar de japoneses, que eu aprecio tanto, já estavam todos lá.
Do importante cônsul à obaa-chan na cadeira de rodas.
Esse povo sabe como prestigiar seus conterrâneos.

Apesar da comunidade japonesa estar em peso ali, lógico que tinham alguns gatos pingados, os ratos culturais, assim como eu, que não perdem uma.
Sentei-me ao lado de uma senhora muito idosa, que cheirava roupa de gente rica.
Ela era professora de piano.
Para matar o tempo, ela me contava que havia rodado o mundo em aventuras fantásticas e que o Japão, ainda era o lugar que ela mais sentia falta.
O mais bacana nessa senhora, que parecia ser espanhola pelo sotaque, não eram suas roupas ou seus cabelos impecáveis, mas sim a juventude que ela tinha nos olhos.

O sinal para silêncio soou.
As luzes se apagaram e o foco se voltou para o cônsul, que fez uma breve apresentação da pianista.

Natural de Tokyo, Yoko iniciou seus estudos aos quatro anos. Após o ensino médio, rumou à França, onde se formou pelo Conservatório Nacional Superior de Música de Paris.
Venceu concurso de música da NHK, realizou recitais em Paris, Londres e Tokyo, venceu na categoria piano no concurso de Chester, foi pra Califórnia, China e atualmente, além de professora, participa de concertos beneficentes em prol dos pacientes com AIDS.

Sentei na primeira fileira.
Não pude ver os dedos da pianista, mas tive o privilégio de vê-la chorar.

Ela tocou:

O PolichineloHeitor Villa-Lobos
PerigosoErnesto Nazareth
Grande Valsa de BravuraCarlos Gomes
Kawa no Nagare no YouniAkira Mitake
Kojo no TsukiRentaro Taki
Sakura sakura – Fantastia para Piano – Kozaburo Hirai
Noturno (post.)F. Chopin
Polonaise HeróicaF. Chopin
La CampanellaF. Liszt

O que mais me chamou atenção na pianista, era o estado de concentração em que ela se encontrava antes de tocar a primeira tecla do piano.
Parecia que ela ia começar a tocar, mas não… Ela hesitava…
Era como se ela estivesse pedindo permissão a algum Deus…

Quando seus dedos tocavam as teclas do piano, uma outra dimensão se apresentava.

Ela tocou a música que o Pica Pau tocou com o aquele Panda!!!
Simmmmmm, aquela que o piano vai pegando fogo!
Coisa linda! Pura nostalgia.
Ahhhhhhhhhhhhhhhhh! Fiquei muito emocionado!

O pessoal do consulado subiu ao palco e a presenteou com um gigantesco buquê de flores.

Pra minha surpresa máxima, ela tocou algo que ninguém esperava.

Eu não conseguia acreditar! Uma das músicas clássicas que eu mais gosto!
É aquela música que eu nunca consegui descobrir o nome! A que tocava no Show de Truman.

Não resisti. Tive que gravar:

Fiquei arrepiado! Sem palavras!
Esse solo é sem dúvida nenhuma, umas das coisas mais belas do mundo pra se tocar ao piano.
Só me resta saber o nome dessa obra-prima! Alguém sabe?

Uma resposta para “54- Yoko Tokue

  1. Essa música tem no Donkey Konga.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s