3- Tim Festival

Após esperar 11 anos, finalmente chegou o dia de assistir mais um show da Björk.
Como sempre, havia muita gente interessante pra se conhecer. Na verdade havia realmente muita gente.
Encontrei a Madalena e seus amigos.
O Daniel Schmerz, o Junin e o Kurenaida eu só vi de longe.

Encontramos um lugar estratégico.
Pensei comigo: “-Daqui não saio, daqui ninguém me tira”.

Assistimos o Spank Rock, o Hot Chips… Mas esses shows só serviram pra nos deixar cada vez mais ansiosos. Pelo menos o som dos caras era muito bom, transformou o Festival numa Rave.

A tarde voou. O ensolarado dia deu lugar a uma noite agradável e após tanta chuva a semana inteira, nenhuma gota pra contar história.

Os fãs não paravam de chegar.
Dá pra se ter uma idéia da grandiosidade do evento:

Como disse, o bacana do Festival está justamente em se conhecer pessoas.
Fizemos ótimas amizades:

A Björk arrasou.
Ela entrou com seu figurino de medusa e evoluiu com seu vestidinho boliviano, meio Emília no País das Maravilhas… Coisas de Björk.

O set list evoluiu com as seguintes canções:

EARTH INTRUDERS
HUNTER
PAGAN POETRY
DESIRED CONSTELLATION
THE PLEASURE IS ALL MINE
JÓGA
THE ANCHOR SONG
INNOCENCE
VOKURO
ARMY OF ME
5 YEARS
HYPPERBALLAD
WANDERLUST
PLUTO
e
DECLARE INDEPENDENCE

Jamais imaginei que ela fosse cantar 5 Years. Foi uma porrada direta no coração. Essa música é especial demais.

A Björk berrou, dançou, pulou, virou e encantou até os amigos da Madalena, que deixaram bem claro estarem ali apenas por causa de Monkeys e Killers.

Foi inacreditável.
A islandeusa dominou, destruiu, emocionou.

Missão cumprida. Eu tinha medo de não conseguir ir ao show por causa da minha viagem, mas é o que sempre digo pros outros: “Em busca do sagrado, nada pode dar errado”.

Vou embora com mais essa super recordação.

A Björk eu já conheci.
Dois shows eu já assisti.
Falta agora a Islândia descobrir.
Faço isso em Junho de 2008.

Ps: Griffo, valeu.

Anúncios

10 Respostas para “3- Tim Festival

  1. Oi João!!!
    O show dela é muito surreal!!!
    Que bom que deu certo pra vc!
    Não tinha uma festa de despedida melhor,hein?! =)
    Agora tenha uma ótima viagem e não deixe de manter contato,ok?!
    Grande Beijo!

  2. que legal, Björk! nem sabia que ela viria ao Brasil. pena que foi só no Rio (moro em P. Alegre). 🙂 bacana seu blog.

  3. John!

    Pelas fotos (maravilhosas!) dá pra ter uma dimensão do que foi isso.. se bem q eu sei q foto nenhuma é capaz de transmitir a sua emoção naquele momento!

    Muito bom poder viver isso! Que venha a Islândia agora!

    Bjinhos e até logo (espero)!

  4. Que lindo este novo espaço, João!
    o TIM foi demais mesmo!
    Tenho só uma foto boa dela. Os seguranças tavam tirando as baterias das cameras de todo mundo.Então um amigo e eu fizemos tudo as escondidas. Outro motivo pra poucas fotos foi que ñ dava para fotografar e ver o show dela ao mesmo tempo.
    Em fim, se quiser mando a foto pra vc.
    Obrigada pela set list. Vou escutar direitinho e achar uma estrofe bem bacana para acompanhar a foto da Bjork.
    Beijão João!

  5. Que foto linda da Björk! 😀

    E que bacana, as coisas se encaixando! Show, viagem, tudo… 😉

  6. Fujão do flog!

    E ainda desabilitou os comentários!

    Hehehehe, só assim para você conseguir fazer o backup completo.

    Até sábado!

  7. querido,
    bom saber de ti.
    um beijo grande!

  8. Ahhh, Islândia! Traz um igluzinho para mim! *.*
    A Björk é surreal, é profunda, é intensa…esse show foi, talvez, o momento mais íntimo que já tive comigo mesma…parece que eu, simplesmente, tinha sido atirada daquele lugar para outro a la Joga, era inacreditável, minha ficha não caía nunca! Eu chorava e cantava e gritava ao mesmo tempo, era sentimento demais para tão pouco tempo. E valeu à pena de forma que poucas coisas valeram TÃO à pena.

  9. Hahaha… só faltou rimar a data no final. XD Mas poxa que tudo esse Tim Festival, eu já não sei se passaria bem, eu fico sufocada com tanta gente em um mesmo espaço, muitos pisões nos pés e gente pulando em cima de mim. ;-; Muito baixinha para curtir shows de longe também…

  10. Cara, ninguém queria ir então fui sozinho mesmo… Cheguei la meia hora antes do segundo show… Acho q era Hot Chip… legalzinho, mas nada comparado com a baixinha e fiquei até o final de Juliette and the Licks… como acabou tarde n tinha mais busao o metrô (SP eh uma m#%$ pra transpote público) tive q ir a pé de lá até o terminal Parque D. Pedro II pra pegar o primeiro Lapa q saia as 4 da manhã… Mas valeu a pena!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s